Residencial para Idosos

O empreendimento da Residencial para Idosos

Pretende-se desenvolver um empreendimento para apoio à população sénior em recuperando diversas edificações aí existentes, uma vez que presentemente se verifica alguma falta de equipamentos e serviços que supram as necessidades inerentes aos grupos etários mais idosos. 

O presente empreendimento pretende dar resposta a essa carência, aliando-a a um imperativo de desenvolvimento local com o aproveitamento das áreas agrícolas, utilizando o espaço livre existente (e ampliando-o) para lazer e cultivo de produtos (preferencialmente de agricultura biológica) que se pretendem maioritariamente para utilização dos utilizadores do equipamento, mas não só.

Pretende-se assim dotar a zona com um equipamento de qualidade, de modo a promover o desenvolvimento local.

A actividade agrícola concorrerá para aliar um caracter lúdico ás estadias dos utentes, tornando-as assim aprazíveis, para o que também concorre a vasta área livre cultivada e ajardinada, as excelentes condições climáticas e paisagistas do local e os equipamentos e serviços á disposição dos utilizadores.

Um vez o edifício a reabilitar se situa em meio rural. pretende-se fomentar a utilização e consumo de produtos locais, assim como a produção  de alguns produtos hortícolas no próprio espaço, nomeadamente através de métodos biológicos.

Integrado neste empreendimento encontra-se esta Residencial para Idosos e a adaptação de edifício rural para estrutura residencial para pessoas idosas, na valência de alojamento em quartos.

Uma vez que o edifício existente se trata de uma edificação de cariz rural sem uma correspondência com as edificações tradicionais na zona, pretendeu-se dotar a edificação reabilitada de uma imagem consentânea com a qualidade pretendida para o empreendimento, quer através da escolha de materiais quer das formas criadas para dar resposta ao programa que se pretende implementar.

A edificação encontra-se implantada em vasto terreno, próximo do centro da povoação. Possui um acesso directo á rua principal da localidade, separado desta por um portão com acesso controlado.

O acesso será quer pedonal, quer viário, quanto a este encontra-se prevista a sua capacidade para passagem de veículos de emergência.

O terreno envolvente ao edifício possuirá acesso de serviço e estacionamento especifico para ambulâncias.

Existirá ainda um vasto espaço ajardinado, no qual se insere o percurso pedonal, separado do viário com zonas de estadia para utentes 

Na envolvente próxima não existem quaisquer infraestruturas industriais ou insalubres que sejam consideradas incómodas ou prejudiciais para a saúde pública.

Uma vez que se trata de uma reabilitação completa e da adaptação de um edifício existente, este será completamente remodelado, concluindo a execução de uma estrutura de reforço, novas paredes exteriores e nova cobertura, devidamente isoladas e impermeabilizadas e encontram-se previstas todas aas infraestruturas inerentes á função a que se destina, nomeadamente as referentes á ventilação e aquecimento, elevador, eléctricas e de telecomunicações, abastecimento de águas e saneamento, bem como se encontra prevista a introdução de painéis solares para aquecimento de água.

O programa proposto consta de alojamento para um máximo de 28 utentes, correspondendo a 9 quartos duplos, oi deles com instalação sanitária para cada quatro utentes e um com instalação sanitária para dois utentes, 4 quartos simples com instalação sanitária privada e ainda 3 quartos de casal também com instalação sanitária privativa, complementado com as restantes áreas de apoio, prevê-se também a resposta de serviço de apoio domiciliário maximizando as possibilidades de utilização da zona de serviços.

A estrutura residencial será composta pelas seguintes áreas funcionais; recepção; serviços administrativos, técnicos e direção; convívio e actividades; refeições; espaços para o pessoal; alojamento; cozinha e lavandaria; enfermagem e serviços de apoio.

O edifício desenvolver-se-á em dois pisos e possuirá acesso á cobertura para manutenção do equipamento de produção de água quente e do elevador.

Piso Térreo da Residencial para Idosos

O piso térreo destina-se às zonas sociais do equipamento, que correspondem às áreas funcionais de convívio e actividades e de refeições, e que são compostas por sala de estar, sala de refeições, e instalações sanitárias de apoio.

No mesmo piso encontra-se a área de direção, serviços técnicos e administrativos e a área de serviços de enfermagem ambas junto á recepção e entrada principal.

Neste piso encontra-se também a zona de serviços, composta por uma entrada de serviço, pela área funcional de cozinha e lavandaria, esta composta por cozinha com copa e espaços anexos e lavandaria e ainda uma arrecadação e vestiários, sanitários e sala de apoio para o pessoal.

Piso Superior da Residencial para Idosos

No piso superior ficará a área de alojamento, composta pelos quartos, sendo 9 quartos duplos, 4 quartos individuais e 3 quartos de casal, todos com instalações sanitárias e respectivas áreas de apoio, que incluem uma sala de estar com copa, um banho geriátrico, um compartimento de sujos, um espaço para rouparia e uns arrumos.

A circulação efectua-se por um corredor central, que será ladeado por corrimãos de apoio e a distribuição vertical, composta por dois sistemas de circulação existentes nos dois topos do edifício, contêm cada uma, uma escada.

Os quartos duplos terão acesso a uma varanda exterior que poderá ser utilizada pelos utentes como espaço de lazer e descanso.

A cobertura será ajardinada por razões de ordem térmica, encontrando-se previsto um sistema solar térmico para aquecimento de água.

Mais fotos da Residencial para Idosos

Clica na imagem para ampliar!

Partilha-nos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email
Facebook
Instagram